GRANDES RIOS - Sentença do homem julgado por crime em Rio Branco

O Tribunal do Júri, da Comarca de Grandes Rios, realizou o julgamento, neste dia 11 de dezembro de 2018, do acusado, Leondenis Martins, com 28 anos, e que atualmente estava recolhido junto a Carceragem Prisional da região Metropolitana de Curitiba, por dupla tentativa de homicídio qualificada, por disparo de arma de fogo, sendo as vítimas: Fernando de Oliveira dos Santos e Claudecir Cavalheiro dos Santos, residentes em Manoel Ribas- PR. O Tribunal do Júri foi presidido pela Dra Maria Ângela Carobrez Franzini; na acusação, atuou a representante do Ministério Público, promotora Dra Luciana Tofano Chuvalski e na defesa, trabalhou o advogado Dr Edineudes Batista e sua filha Dra Katyucya Kauana Batista.


Consta nos autos que em 2014, por volta das 13:20 horas, na Praça da Igreja Matriz, área central localizada na Rua Rio Tocantins, no município de Rio Branco do Ivaí , Comarca de Grandes Rios, o Réu, se desentendeu com Fernando de Oliveira dos Santos, o acusando de adultério, o qual estava na cidade em Rio Branco, trabalhando em serviço terceirizado, com calçamento de ruas. Naquele dia, Fernando e Valdecir, estavam sentados em um banco da Praça da Igreja Católica, quando o acusado surgiu, atrás de uma árvore, e teria dito: ¨Ai seus filhos da p...", e sacou de um revólver calibre 38 escuro, e disparou dois tiros em Fernando e um tiro no Claudecir, sendo o último ferido nas nádegas. Os rapazes saíram correndo e foram socorridos por um popular que os levou para o PAM - Pronto Atendimento Médico, sendo medicados e liberados. SENTENÇA - Em relação a vítima Fernando, o advogado conseguiu convencer os jurados que o acusado agiu em legítima defesa, por tanto, quando a esta tentativa de homicídio, Leondenis foi absolvido. Já em relação a Claudecir, a defesa quase conseguiu desqualificar o crime, perdendo por 4 a 3, mas como Claudecir não tinha nenhum tipo e rixa com o atirador e apenas estava conversando com Fernando, o réu foi punido com uma pena de 10 anos de reclusão. FICHA EXTENSA - O acusado já encontra–se preso, mas por outros crimes cometidos em Piraquara, por isso, foi programada sua remoção com escolta policial para o Tribunal do Júri, de Grandes Rios. Entre os delitos, constava roubo, homicídio e outros.


Posts Em Destaque
Posts Recentes